quarta-feira, 1 de outubro de 2014

A Solidão

Imagem do Google


A Solidão
Ah Solidão! Sempre fugi dela! Sendo filha mais velha, sempre vivi muito só. Quando pequena viajava nas férias para a casa dos meus avós maternos, onde encontrava a tia querida que sempre cuidou de mim.
Quando o meu marido faleceu, senti pela primeira vez o chão faltar nos meus pés!  Foi um golpe muito forte, não foi de repente, ele já estava doente há quatro anos, morávamos em uma casa muito grande, pois ele gostava de aos domingos reunir a família toda, ele foi sempre muito amado. Quando o perdi a assistência dos filhos nunca me faltou, mas não é a mesma coisa.
Passei muito tempo para me acostumar com a viúves, quantas vezes eu saia cedo de casa para ir a um Shopping, me sentava e deixava o tempo passar, tinha o cuidado de sempre mudar de lugar para não chamar atenção!
Faz quase vinte anos, custei a me adaptar a nova vida, mas tem dia que ainda sinto muita falta dele, foi um casamento que deu certo, o seu carinho conquistava o coração de todos, tínhamos em comum gostar de viajar, hoje ainda viajo muito, pelo interior do estado e outros lugares deste Brasil.
Agora os netos estão crescidos e sempre estão comigo, a filha mais velha que também é viúva, veio morar no condomínio vizinho, agradeço a Deus todos os dias não ter mais solidão, em novembro vou viajar com as filhas, quando estamos juntas é aquela alegria! O filho às vezes fica com ciúmes mais sabe que o amamos muito e juntos somos uma família muito feliz!
Abraço Celina

10 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Célia
As meninas são mais amigas e mais disponíveis ainda que os homens sejam amigos da geente e muito... a disponibilidade delas causa ciúminho sim... mas passa... rs...
Bom passeio!!! Eu vou fazer um com a norinha também neste mês... (nova filha)...
Bjm fraterno

Elvira Carvalho disse...

Que bom que a filha veio morar perto, e pode desfrutar da companhia dela e dos netos.
A solidão é das coisas que mais me afligem.
Um abraço

✿ chica disse...

Conheço tua sfilhas e vi o carinho que recebes.Coisa boa!! Beijos praianos pra todas!chica

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Solidão é terrível. Moro com meus pais, já bem idosos e é inevitável pensar no futuro.
Como sempre, Celina, seu texto nos cativa.
Beijo,
Renata

Antônio Lídio Gomes disse...

Celina, ninguém quer a solidão. Você não está só, pois tem uma família unida em ti. Um abraço, bjs.

Toninho disse...

A solidão é mesmo uma coisa que não sabemos definir e nem a queremos por perto. Mas as vezes ela vem como professora nos ensinando a refletir sobre nossa vida.Outros a prefere para inspirar e refazer situações.
Mas lindo mesmo é poder viver o carinho da família e suas filhas dedicam muito a você.
Muito lindo Celina.

Carinhoso abraço e que a semana esteja a fluir bem e que a paz esteja sempre no lar.

Anete disse...


Celina, lindo texto que saiu do seu coração...
Estou viajando/Paris, vim comemorar o meu aniversário...

"Família Feliz", que coisa ótima!!!

Beijos e carinho...

Rita Sperchi disse...

Que maravilha acontecer coisas boas pra na sua vida , que seja feliz por esses momentos
saudades de vc viu mocinha, tenho tantas visitas pra fazer que as vezes alguns ficam, mas eu encontro e visito de novo bjusss bjussss

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

✿ chica disse...

Celina, obrigadão pelo carinho com o Neno! Valeu! Gostamos muito de ti! bjs, chica e te cuida!

Toninho disse...

Oi Celina passando para deixar um abração com carinho para você e família.
Que Deus esteja a iluminar sua semana no pronto restabelecimento da saúde e paz dos familiares.
Beijo no coração.