quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Investir no Amor

Imagem do Google
Este foi um caso difícil para nós, precisou da ajuda de todos da família. O meu marido começou a receber cartas da sua irmã onde reclamava da conduta de seu filho mais velho, que após o falecimento do seu pai, a primeira coisa que ele fez foi pegar todo material escolar e destruir, não antes de dizer para sua mãe que a pessoa que ele temia já não existia e ninguém iria obrigá-lo a fazer uma coisa que ele não gostava que era estudar.
Da pra imaginar, ele passava o tempo todo sem fazer nada, dormia o dia todo e a noite saia com uma turma da pesada, até bebida alcoólica estava usando.
A primeira reação do meu marido quando sua irmã pediu para aceita-lo em nossa casa foi dizer que não. Ele estava temeroso por mim, pois seria mais um adolescente para eu tomar conta, os meus davam trabalho sim, mais nada que eu não pudesse controlar.
Ao ler a carta ele olhou para mim como para me perguntar o que fazer, eu respondi que não custava nada tentar, se não desse certo, ao menos tentamos. A carta foi enviada informando que ele podia vir.
Ele chegou numa tarde de sábado onde a família toda estava em casa reunida, antes dele chegar todos foram informados que deveriam tratar muito bem o novo hospede.
Ao chegar observamos que ele era bastante magro, alto, adolescente ainda, mais o que chamava atenção eram os seus olhos assustados. Imaginem uma pessoa saindo do interior e se mudando para a capital para a casa de parentes que mal conhecia?!Trazia no semblante um desencanto de um jovem sem perspectiva, surpreso com a brusca mudança em sua vida. Trouxe uma pequena mala com seus poucos pertences e muita duvida no coração e revolta por estar naquele ambiente estranho com pessoas que ele não conhecia e que não representavam nada para ele.
Servi um lanche, ele mal tocou e fui mostrar sua cama, e no caminho eu falei que ele tinha toda liberdade de voltar para sua casa se quisesse, mais eu ficaria muito feliz em tê-lo entre nos, ele não respondeu nada.
Passaram-se alguns dias, ele continuava desconfiado e a única palavra que dizia era ao pedir a benção ao seu tio.
 Deixava-o a vontade, na hora do almoço ele só chegava à mesa após todos terem terminado a refeição, apesar de todos os dias eu chama-lo para almoçar. Depois de uns quinze dias eu falei com ele para almoçar conosco, pois facilitaria a moça que nos ajudava que precisava cuidar da louça, deste dia em diante ele passou a sentar a mesa, mais continuava calado.
Depois de quase um mês e meio, com muito jeito eu perguntei se ele não sentia vontade de voltar a estudar, o que ele respondeu positivamente, falou que estava pensando nisso. Um dos meus filhos o matriculou em um curso preparatório.
O gelo foi quebrado no seu primeiro aniversário, nos mês de outubro, minhas filhas prepararam uma surpresa para ele, fizeram bolo confeitado, com direito a balõezinhos de festa e tudo. Ao chegar apagamos as luzes e cantamos parabéns para ele, após este dia ele mudou, passou a conversar com todos.
Depois ele fez um teste para o SESC e cursou o técnico em eletricidade, neste meio tempo já tinha arranjado um emprego numa loja de venda de material elétrico, e sempre os clientes o contratavam para executar os serviços de eletricidade. Passou     a ajudar sua mãe financeiramente, dando assistência completa a ela e também dava conselhos e orientações aos seus irmãos, tinha o maior moral, todos os respeitavam.
Passava as suas férias na sua casa, chegava cheio de novidades e sempre contava de uma forma bem divertida suas aventuras. Todos nos gostávamos muito de escuta-lo.
Quando sua mãe adoeceu e estava nas ultimas, ele pediu uma licença ao seu patrão e foi ficar junto dela, o sonho dele era voltar para sua antiga casa, mais ele viu que não se acostumaria mais com a vida de cidade do interior. Após o falecimento de sua mãe ele regressou e hoje está casado, é um bom marido.
 Uma coisa interessante ele nunca pronunciou o meu nome, sempre se referia aos meus filhos como “a tua mãe”. Esta semana mesmo minha filha encontrou com ele e ao perguntar por mim e mandar lembranças ele falou “E tua mãe como esta? Lembranças pra ela”.

Paz Celina

16 comentários:

Toninhobira disse...

Interessante este detalhe do nome Celina,por que seria? Uma tia sempre se referia ao meu filho, como o menino,nunca o nome Lênin,será que ela é de extrema direita? rsrs.Mas voltando ao seu texto,mostra quão grande é seu coração,nesta aceitação de compartilhar o espaço e tempo e ainda educar um parente do marido.O mais lindo de como a familia o abraçou e permitiu a socialização/educação e reverter-se numa pessoa digna e produtiva.Penso que muitas pessoas se perdem pela falta deste carinho, desta mão abençoada.
Bela historia de vida e cooperação.Historia de amor ao proximo.
Parabens por mais umm texto,que nos remete a reflexão as relações e de vida.
Um abração carinhoso.
Bju no seu coração.

Cacá - José Cláudio disse...

Celina, que história de alteração de rumos impressionante! O amor, o carinho e a atenção realmente tem um peso decisivo na formação de nosso caráter e maneiras. Me lembro de um filho de minha irmã mais velha que era dificílimo de lidar. Ela o mandou para BH para que meu irmão mais velho o orientasse. Foi um trabalhão danado, mas hoje é um militar respeitadíssimo na corporação e um grande pai também. Acho que foi uma conjugação de amor e responsabilidades e uma nova relação com a vida que lhe permitiram isso (tal como aí com vocês e seu sobrinho). Adorei a história. Abraços, paz e bem.

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida Amiga
Abraço amigo de muito boa tarde!
Hoje vim falar um pouquinho desta palavrinha magica que e a amizade.
Pois;
Amizade é um laço fraterno que vai se conquistando pouco a pouco.
Amizade é um elo de Amor que vai se fortalecendo dia apôs dia.
Amizade requer uma sabedoria toda própria, para que ela cresça e amadureça.
Amizade é um sentimento de Amor que é perseverante nela mesma.
O que seria de nós sem este elo de Amor!
A amizade
Abraço amigo
Maria Alice

Anne Lieri disse...

Celina,o amor transforma mesmo!Que beleza sua história e quanto amor por esse menino que se reabilitou completamente graças ao amor!Adorei conhecer mais uma passagem de sua vida!bjs,

Vinicius.C disse...

Olá meu amor!!

Estou meio que correndo mas volto para ler com toda atenção e comentar, por hora vou deixar meu beijo e desejar um ótimo fim de semana!

Estou esperando por você no Alma! Beijo

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga Celina.

Que história, menina!! Adorei...
Vocês transformaram a vida desse rapaz. O amor é muito bonito...

Achei também engraçado, o fato dele não pronunciar o seu nome. Talvez esse nome tenha sido muito marcante na vida dele. Pode ter sido alguma paixão de adolescente, cujo nome era igual ao seu.

Lembrei-me daquela frase: Ninguém pode mudar o passado, mas pode modificar o futuro. Vocês são abençoados.

Que Deus os ilumine sempre.
(Menina...vou verificar outra vez, o e-mail).

Muito obrigada pela sua atenção e gentileza.

Beijos.

Maria disse...

Amiga como se costuma dizer o amor consegue mover montanhas. Com o vosso amor e carinho conseguiram ajudar um jovem que se encontrava perdido de si próprio, a voltar a ter fé e a seguir o rumo certo.
Bom domingo e uma semana maravilhosa.
Beijinhos
Maria

Amapola disse...

Bom dia, querida amiga Celina.

Menina... Nem tenho palavras para lhe agradecer. As mensagens são maravilhosas!! Vieram num momento muito especial pra mim. Minha alma se beneficiou, aquietando o meu coração.

Ah, amiga... Você é um ser iluminado. Ou melhor: Tem luz própria.
Você emana amor e esperança.

Agradeço a Deus, pelo privilégio da sua amizade.

Beijos.

✿ chica disse...

Mesmo que ele não pronunciasse teu nome, tenho certeza que te é grato, do modo dele, mas é... Que bom que tudo deu certo.Imagino quantos problemas!!! beijos,chica

Anne Lieri disse...

Celina,passando para reler seu lindo texto e agradecer seu carinho com a Fadinha!Ela manda lambeijos!Meu carinho a vc tb!Bjs,

Anne Lieri disse...

Celina,passando para reler seu lindo texto e agradecer seu carinho com a Fadinha!Ela manda lambeijos!Meu carinho a vc tb!Bjs,

Amapola disse...

Bom dia,querida amiga Celina.

De todas as lindas mensagens, a única que não se instalou foi o "Pai Nosso", na voz do Nando Cordel.
Deve ser maravilhosa...

Que seu dia seja abençoado pelo Espírito Santo.

Beijos.

Anne Lieri disse...

Celina,um prazer reler sua história e passei para deixar um carinho!Bjs,

Ivana disse...

Que história linda, Celina. Que gesto lindo da sua parte, você tranformou a vida do seu sobrinho. Tenho certeza que ele a considera como mãe. Um belo exemplo de generosidade, solidariedade e amor ao próximo. Um abraço,obrigada pela visita.

Ivana disse...

Oi, Celina.
Passando para desejar um ótimo finalzinho de tarde. Obrigada pelo carinho. Um abraço.

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa tarde Amiga
Hoje vim só para lhe agradecer
Com um simples dizer
Muito obrigado pelo seu carinho
Lá no meu cantinho.
Muito obrigada pela terna alegria
Que me traz a cada dia
Com a presença de sua luz
Você me conduz
Ao encontro do segredo de tudo saber
Que está dentro do meu ser.
Obrigada por me ajudar
A ver e a sentir a realidade
Que me ajudará a caminhar
Ao encontro da minha felicidade.
Querida amiga
Nesta cantiga
Quero apenas reforçar a minha gratidão
Obrigada por me estender a sua mão.
Obrigada por me falar
Com o sentimento de seu coração,
E por me mostrar
O valor de ser amigo
Que contigo
Veremos o bem se fortalecer
E o mau enfraquecer.
E assim a amizade será de verdade
Para toda a eternidade!
Tenha um bom fim de semana
Abraço amigo
Maria Alice