sábado, 22 de agosto de 2015

NOS BOSQUES


 
Perdido, cortei um ramo escuro
 e aos lábios, sedento, levantei seu sussurro: 
era talvez a voz da chuva chorando,
 um sino fendido ou um coração cortado.

Algo que de tão longe me parecia
 oculto gravemente, coberto pela terra,
 um grito ensurdecido por imensos outonos,
pela entreaberta e úmida escuridão das folhas.

Por ali, despertando dos sonhos do bosque,
o ramo de avelã cantou sob minha boca
e seu vagante olor subiu por meu critério

como se buscassem de repente as raízes
que abandonei, a terra perdida com minha infância,
e me detive ferido pelo aroma errante.

Um trecho do livro : Cem Sonetos de amor, Pablo Neruda.


12 comentários:

✿ chica disse...

Celina, que lindo poema escolheste pra aparecer no blog! Adorei te ver! Tudo bem? beijos pra ti e todas as filhas! chica

Celina disse...

Querida amiga estamos todos bons, que bom te amigos como vc, com o seu bom humor e amizade vive nos dando lições de civilidade, Deus te abençoe te protegendo vc e toda a família, abraços para todos, posso custar a mandar noticias ,mais esquecer jamais,

Toninho disse...

Uma bela partilha neste poema clássico de um grande escritor.
Grato pela partilha Celina.
Carinhoso abraço amiga e bom fim de semana.

Gracita disse...

Oi Celina
É sempre uma alegria te ver por aqui amiga
E trouxe uma pérola do Neruda para o nosso deleite
Encantada com a partilha minha querida
Beijos e carinhos minha doce amiga

Blog da Gigi disse...

Olá amei seu cantinho!!!!!!!!! Seguindo!!!!!!
http://gigicandy29.blogspot.com.br/

Antônio Lídio Gomes disse...

Neruda encarna sentimentos em belos poemas, eternizados pelo tempo, passando pela alma de Celina, Um abraço amiga, beijos.

Maria Rodrigues disse...

Excelente escolha, lindo soneto.
Beijinhos
Maria

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde Celina.
Que lindo poema escolheste. Uma feliz semana. Beijos.

Jeanne Geyer disse...

show de poesia, também, Neruda? gosto demais. como gostei do teu blog pelo conteúdo, estou te seguindo. te convido a conhecer o meu cantinho, bjs

http://mentesinfantisfuturodapaz.blogspot.com.br/

Jeanne Geyer disse...

show de poesia, também, Neruda? gosto demais. como gostei do teu blog pelo conteúdo, estou te seguindo. te convido a conhecer o meu cantinho, bjs

http://mentesinfantisfuturodapaz.blogspot.com.br/

Antônio Lídio Gomes disse...

Prezada Celina, Pablo Neruda canta, encanta, e sensibiliza quem o lê. pois ler com a alma Pablo Neruda, é adentrar em seu universo formoso, mágico e sublime. Um abraço, um beijo e seja sempre bem-vinda.

Antônio Lídio Gomes disse...

Amiga Celina, venho eu nesse dia deixar um forte abraço. Não esqueço a querida amiga. Seja sempre bem vinda. Bjs.