quinta-feira, 26 de novembro de 2009

A mentora





Irmã vai do jeito que a senhora pediu, bem simples!
Por insistência minha em querer fazer uma homenagem a senhora, que sabe do nosso amor e de meus filhos, pela assistência amorosa e desinteressada claro, só cobra de nós o amor a Deus, amando o nosso semelhante e de ter a responsabilidade de passá-lo através do nosso exemplo!
Sei que é muita responsabilidade, mais estou sempre lutando e procurando através de suas orientações me tornar uma pessoa melhor, obrigada irmã Celina pela incumbência de ser a minha mentora espiritual, eu sou uma pessoa antes e depois da sua assistência, devo ter sido um espírito reincidente em muitas reencarnações, por merecer a sua orientação e muitos puxões de orelhas.
Obrigada por me emprestar o seu nome, como à senhora disse: "Não tem importância tem muitas Celinas". Mais vou fazer o possível para a senhora ficar contente comigo, só publicando coisas alegres para adoçar um pouco a vida daqueles, que fizer a caridade de ler o que escrevo.
Com muito amor a vossa bênção em nome de Deus

6 comentários:

Vera disse...

Com certeza a irmã Celina merece muitas homenagens!Esta postada é como uma prece,simples e com muito amor!Abraço Fraterno

VANUZA PANTALEÃO disse...

Oi, Celina!
Será que foi vc?Rsss. Fiquei sem saber o que ocorreu ao ver excluídos dois comentários seus. Onde está a Celina espiritualizada e sincera?
Mas não tem problema, somos todos espíritos imperfeitos, não é assim que o Espiritismo diz?
Fique em Paz com a sua consciência, Celina! A minha? Tá indo até bem, apesar dos tropeços. Bom final de domingo!!!Bjsss

VANUZA PANTALEÃO disse...

Vamos dar uma chance à Paz!
Boa semana!!!

socorro disse...

Adorei a forma que vc Celina,descreve essa relação,de uma forma simples,que passa tanta sinceridade,que é fascinante!!parabéns,continue a escrever,não desista!!a vida tem tropeços ,sei do fato ocorrido recentemente,as vezes as pessoas ficam tão prepotentes que sentem prazer em magoar as outras,a velha história que sempre irá acompanhar a humanidade:a falta de amor!!mas tudo na vida ao seu tempo pois tudo tem seu prêço...bjss!!

Jardineiro de Plantão disse...

Fascinante a passagem do post, parabéns... muito bem argumentado.

Lhe deixo um site que porventura gostará de por lá passar, é o blog de um amigo alentejano.
http://karldjomenestrel.blogspot.com/

Abraços

Karl d'Jo Menestrel disse...

Sou seu agora seu seguidor.
Agradecido pela sua visita, esperando ter sempre a honra de a receber no meu simples canto.

Muito boa a sua prosa, limpa esclarecida e harmoniosa, argumento digno de novela, que estou pronto para seguir o próximo fascículo.

Bom fim de semana

Abraço