domingo, 5 de junho de 2011

O meu primeiro Jardim.

Imagem do Google

O meu amor pelas plantas e flores perde-se nos tempos!

Voltando ao passado, lembro das roseiras sempre floridas da minha tia madrinha ,lembranças lindas e perfumadas! As suas roseiras ocupavam um lugar de destaque no seu quintal, seguidas das plantas medicinais, que eram dela e de todos os seus vizinhos!

Mais tarde, já na casa de meus pais, eu me levantava cedo para estudar, geralmente às cinco e meia da manha já estava de pé, o lugar  escolhido era um velho moinho abandonado, que ficava ao lado de minha casa, ele  não era mais útil, mas nas suas altas calçadas eu ficava estudando.

Eu levava para o meu local de estudos além dos livros, o meu cãozinho preto que atendia pelo nome de “Jaspe”, enquanto a sua dona estudava ele cochilava ao meu lado.

De vez em quando eu levantava a vista para descansar, e podia observar todas as plantações do meu pai, as goiabeiras, pés de seriguela, graviola e um lindo abacateiro! Completando a paisagem avistava também as plantações de mandioca, que se tornaram verdadeiros  arbustos pela demora de serem arrancadas do solo.

Ao levantar a vista e percorrer toda a plantação, admirava  aquele verde lindo! Então, naquele instante me veio uma idéia, transformar  ao meu redor em um lugar mais bonito! Do pensamento veio rápido a execução!

Separei uma pequena área do terreno e com ajuda de meu pai, iniciei a construção. Ele me ajudou a capinar e adubar o terreno. As mudas de flores foram fáceis de conseguir com as minhas colegas do colégio. No espaço de dois meses tudo estava organizado.

Depois de alguns dias, ao levantar a vista para descansar do estudo, eu podia admirar os caules longos das margaridas, que na mais leve aragem dançavam como lindas bailarinas!

Logo mais adiante vinham as dálias com seu colorido maravilhoso, nuances de amarelo e vermelho jamais visto!

Tinha também as flores rasteiras, como os pés de “Nove Horas” que desabrochavam com o calor do sol.

Não podiam faltar o Jasmineiro para perfumar junto com a “Rosa La France”, que só vi florescer o primeiro botão (esperado com ansiedade) muito mais tarde no meu jardim!

O problema agora era a contemplação. Agora, demorava muito mais o meu “descanso de vista”, mas como valia a pena! 

Hoje é uma das belas recordações do passado.
Quando visitei o grandioso jardim de Versailles, eu pensei “que o meu jardim ,feito por mim, o meu primeiro jardim, era mais valioso, mais belo e valia muito para mim, pois encerrou uma fase linda e romântica de minha vida, que não esquecerei jamais”.

As fases menos boas da vida ,aproveito o pensamento do nosso Blogueiro e poeta Vinicius C., que admiro pelos belos e diferentes versos, e que dizem muito sobre tudo aquilo que vai no nosso coração, “Deixe que se dissolva no tempo o que já passou”.

Aos outros poetas que sigo, cada qual com seu estilo, a minha admiração!

Paz Celina

14 comentários:

Antônio Lídio Gomes disse...

Oi Celina.
Um jardim é um lugar onde podemos meditar e fugir do burburinho, da correria e do stress.
Deixo portanto esses versos para combinar com o post.

Primavera é zeladora de um jardim!
Um jardim que passeio a meditar...
Tem as rosas, margaridas e jasmim
E as flores, que me levam a sonhar...

Penso nela, a zeladora do jardim,
Que no amor, se dedica a cuidar
Ama as flores, com ternura e assim
Vai tornado o jardim um doce lar!

Um abraço, bom domingo.

Vinicius.C disse...

Olá meu amor!!

Que delicia hein- adorei ler seu post, de alguma forma acabamos enraizados nesse seu lindo jardin de memórias.

Fiquei feliz em ver uma frase minha em meio a tanta beleza e saudade!

Mas acredito que- poesias, frases, versos, deixamde ser de quem o cria, passa a ter muitos e muitos donos, sendo assim a frase “Deixe que se dissolva no tempo o que já passou”. é nossa!

Um beijo enorme- aproveite muito a tarde de domingo e tenha um maravilhoso inicio de semana!

Beijooo!

Ahhh... acabei de postar- se estiver por ai e puder, me leia!

Beijaooo

Sonica disse...

Não vivo sem música e sem plantas...
Sempre me acompanham, onde quer que eu vou!
Bj,

Toninhobira disse...

Belas lembranças floridas de uma feliz idade que para sempre na memoria ficam a exalar um perfume delicioso,alegrando e energizando os dias que se fazem turvos em nossas vidas.Assim ficou lindo seu jardim que hoje pudemos passear por ele,seguidos pelos olhos atentos do Jaspe. Qeu belas flores nasçam no seu caminho amiga e que tenha toda paz e luz.
Bju de luz no seu coração.

Luz de Vagalume disse...

Viajei Celina com sua narrativa!
Senti até o perfume do Jasmim quando estava lendo.
Parabéns, belíssima viajem no tempo.
Um grande abraço de Luz

Maria disse...

Minha amiga eu também desde que me conheço que adoro flores, mas nunca tive o prazer de poder fazer um jardinzinho para mim, pois nasci, fui criada e vivo na cidade de Lisboa.
Sempre que posso escolho sitios com areas verdes e jardins para passar as férias.
Boa semana
Beijinhos
Maria

ONG ALERTA disse...

Jardim da vida, beijo Lisette.

Anne Lieri disse...

Celina,que beleza de texto e de jardim!Um jardim é um lugar para relaxar,mexer na terra,andar descalça,sentir os perfumes,admirar as cores...ficou maravilhoso esse momento de vida contado com tanta suavidade!Bjs,

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa noite Amiga
Que linda historia de amor pela natureza.
Gostei muito.
Eu viajei com voce, o seu jardim e tambem no meu tempo de criança, aonde ajudava minha família a cuidar da plantação de batata de milho entre outros, que bons momentos ficaram dentro do meu coração.
Para mim não exista nada melhor que estar em contato com a natureza a essência do Amor (DEUS)
Obrigada poe este momento lindoooo
Uma linda noite para você
abraço amigo
Maria Alice

Antônio Lídio Gomes disse...

Celina, passando para agradecer tuas palavras e gentileza.
Deixo-te um fraterno abraço, fique na paz do Criador.

Cacá - José Cláudio disse...

Eu não me esqueço do manacá de duas cores e das roseiras do jardim de minha infância, Celina. E na minha casa havia flores tanto no jardim quanto no quintal. Que maravilhas as suas recordações!

Celina, vim também agradecer-lhe pelo inestimável apoio e solidariedade diante de minha perda irreparável. Há de passar e amenizar essa dor. OBRIGADO, minha doce amiga! Um abraço grande. Paz e bem.

Maria disse...

Amiga passei para lhe desejar um bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Miguel disse...


Bom dia!
"Mas os que esperam no senhor, renovarão as suas forças, subirão com asas como águias, correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão." (isaías 40:31)

Desejo que seu fim de semana seja de paz!


http://www.youtube.com/watch?v=Ir6rGNmjRiU

Deus seja contigo.


Blog Yehi Or!

http://www.hajalluz.blogspot.com

Nicelia disse...

Oi Celina,
Não tem como não imaginar cada detalhe escrito. Um belo jardim, sem dúvida. Um lugar que transmite paz, tranquilidade e amor.
Adoro flores e, principalmente as margaridas.Espero poder construir um jardim tão lindo quanto.
Felicidades e tenha uma boa noite!
Bjss
Nicelia Nigro