segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Lições de Vida


Estava perto das festas de final de ano, faltando apenas uns três meses. Tínhamos mudado de casa e de bairro, fomos para uma casa mais confortável e mais bonita.

Depois da casa arrumada vimos que os moveis não combinavam, deixavam muito a desejar, principalmente os moveis da sala, os outros até que dava para tapear depois de arrumados.

Eu ficava olhando o sofá e as cadeiras e achava que se fossem maiores ficariam bem melhor, combinaria mais com a sala. 

Dormia e acordava só pensando nisso, os moveis da sala virou uma obsessão!

Então falei ao meu marido: você não acha que ficou destoando estes moveis da sala? Ele respondeu: eu acho estes tão bonitos!

Na divisão de tarefas eu tinha ficado com a responsabilidade com as despesas de tudo dentro de casa, meu marido por não ter habilidade com finanças deixou ao meu encargo mais este trabalho.

Comecei a bolar um plano para comprar um sofá e as poltronas novas, pensava “será que vai da certo?!”. Até que um dia “EUREKA”, já sei como vou comprar o tão desejado objeto!

Pedi para uma das minhas filhas mais velha, oferecer os moveis usados para as mães de suas colegas, dentro de dois dias chegou uma senhora conhecida dela para olhar os moveis, ela logo se apaixonou por todos, disse que eram bonitos e bem conservados e acertou comigo o preço e no outro dia veio buscá-los.


Que felicidade! No outro dia sai com o meu marido para comprar os tão sonhados moveis!

Nos meus planos eu não contava com os reveses da vida, a Senhora que comprou os moveis antigos disse que só me pagaria ao final do mês, falou isto quando ainda estávamos no meio do mês!

 Um dos meus filhos adoeceu e teve que fazer um tratamento demorado, o hospital nos tínhamos, faltando apenas comprar os remédios. Imagine o aperreio! Tanto que nem apreciar minha sala arrumada do jeito que gosto eu queria mais, sentia um sentimento de culpa imenso!


Resumindo, o meu capricho e vaidade descontrolou o meu orçamento, estava chegando o Natal e eu só imaginando as despesas que tinha pela frente.

O tempo passava e nada da sra aparecer com o pagamento prometido. Eu permanecia sem falar nada para o meu marido, pois ele sempre confiou na minha administração, nunca tivemos ninguém nos cobrando.

As despesas gerais estavam sanadas, só faltava o extra que era justamente o dinheiro para as ceias de Natal e Ano.

Só as filhas mais velhas compartilhavam da minha agonia, do meu desespero de dizer para ele que não tinha mais nenhum centavo, o dinheiro da venda neste ponto dei por perdido, pois já tinha passado três meses e nada!

Faltando três dias para o Natal, eu falei: é hoje! Fiquei esperando o momento mais oportuno,meu marido notando minha aflição perguntava se estava acontecendo alguma coisa,eu falava que não.

Ele finalmente disse:hoje chegarei mais cedo para fazermos as compras de final de ano.Nossa ,eu tive vontade de abrir a boca e gritar,chorar,olha que eu sou dificil de chorar!Mais aguentei firme e falei:tudo bem até mais tarde!


Minhas filhas observando todo o meu sofrimento falavam: Mãe papai é tão bom que não vai ficar chateado não! Não vai se importar! Pra mim este consolo era pior ainda!


Pois bem exatamente às 14 horas uma pessoa toca a campainha lá fora, os meninos correm pra ver quem é, e vem falando  que uma senhora que falar comigo. Ao sair que surpresa, a senhora que vendi os moveis veio trazer o dinheiro total da venda e se desculpar por não ter cumprido o compromisso, fiquei tão feliz que nem sei o que ela disse!

Quando a senhora foi embora, eu cheguei perto das minhas filhas e joguei as notas para cima, espalhando todas na maior felicidade, nos abraçamos muito.

Mais tarde quando o maridão chegou, eu já estava pronta para sair, e no final das compras ele comentou como estávamos no final do mês e eu ainda tinha tanto dinheiro, ele disse: o dinheiro na tua mão rende! Eu sorri e alegre ainda comprei flores amarelas para por na sala , ai pude olhar a beleza que ficou tudo!

Fiz uma promessa a mim mesma de não fazer mais esta loucura, só comprar o que realmente preciso e quando posso!


Mas que ficou linda a sala ficou. Valeu a pena! (rsrsrs)


Paz Celina


8 comentários:

Marli Borges disse...

Ai Celina, como te entendo. A gente faz dessas mesmo, rsrs. Mas fechando com chave de ouro, qual é o problema não é? Ufa, ainda bem!!! Não adianta amiga, a beleza é fundamental mesmo, a gente precisa disso, de olhar nossa casa e amar.... Bjsssssss

ONG ALERTA disse...

O mais importante é estar bem em nosso lar...um 2011 de muita sabedoria, beijo Lisette.

ONG ALERTA disse...

O mais importante é estar bem em nosso lar...um 2011 de muita sabedoria, beijo Lisette.

Sônia Silvino disse...

Celina querida!
Enquanto o Ano Novo não vem,
eu venho ler as novidades e deixar uma reflexão para você:

"Mais um ano chega ao fim.
Para alguns marcados por extrema alegria
Para outros embargados de dor.

Nesse momento é hora de refletir.

Como foi nosso ano?
Conseguimos conquistar nossos ideais?
Será que relamente lutamos por eles?

Demos o abraço que nosso irmão tanto queria, ou viramos as costas não se importando com ele?
Pedimos perdão pelas nossas falhas, ou o orgulho não deixou?
Fomos amigos e companheiros com nosso colega de trabalho, ou simplesmente fazíamos nosso trabalho sem se importar com o outro tão perto de nós? Estivemos presente na vida de nossos filhos, de nossos maridos, esposas?

Enfim, depois de tantas perguntas nos vêm mais uma pergunta:
Será que teremos uma outra chance?
Para um pedido de desculpas,
Uma reconciliação,
Uma dúvida não respondida
Um amor encontrado
Uma dor desaparecida
Um grito de alívio
Um beijo, um abraço que não foi dado?

Meu Deus... nos dê forças, nos dê saúde, nos dê a chance de fazer o que deveria ser feito, consertar nossos erros, de sermos amigos, companheiros, compreensivos, mãe, pai, filha, filho, esposa, esposo.

Nos dê a chance de viver cada vez mais o amor verdadeiro de Cristo."

A todos os blogueiros amigos e talentosos, um Ano Novo cheio de sucesso, amizades e muita felicidade!
Em especial a você que tem um lugar cativo no meu coração: Feliz 2011!
Beijos, muitos!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas & um só coração!

Vozes de Minha Alma disse...

Celina,
Muita paz, amor, e saúde no ano que se inicia.
Quero agradecer tuas visitas e comentários, os quais muito me honram.
Mas quero dizer que o clima de renovação e esperança do ano que se aproxima toque nossos corações, e que nessa amizade fraterna, possamos sentir a bondade divina, iluminando nossos dias, alegrando nossos corações, e nos aproximando em sincera amizade.

Toninhobira disse...

Lições que ficam sempre,vidas que vivemos e guardamos o melhor pedaço.Minha querida Celina venho lhe desejar a mais feliz passagem e que toda esta felicidade seja uma constante em seus dias em todo 2011.Que possa acordar sorrindo e renovando suas esperanças.Que possamos estar sintonizados neste clima de compartilhar ideias e sentimentos.Muito bom ter tido voce,fico-lhe grato pelo carinho.Meu abraço de toda paz.Beijo no seu coração e que a paz seja efetiva em sua familia.

sinfonia disse...

Ainda bem que se resolveu esse
problema. Eu também ando às voltas
com um problema que gostaria de
resolver e que tem a ver com
móveis. Mas, aqui que ninguém nos
ouve: nós queremos sempre mudar,
não é?
Tudo de bom para si. Beijinho/Irene

Cacá - José Cláudio disse...

Demorei mas apareci, Celina. Estive numa administração de problemas aqui, que acabou dando certo também. rsrs. Estes apertos são um aprendizado e tanto. Muita luz, paz e bem. Abração.