segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Lições de Vida- Peças que a vida nos prega!


Ela se chamava Mariana, estava em Brasília na mesma situação que eu, o marido era funcionário público e tinha sido transferido, o meu era Militar.
Conhecemo-nos por acaso, um dia eu estava fazendo compras no Conjunto Nacional e ela estava pagando suas compras e conversando com a funcionária, reconheci pelo sotaque que era do nordeste, terminei perguntando qual era o estado de onde ela vinha, ela prontamente me respondeu Paraíba.

Interessante que o Nordeste é composto por nove estados, cada um com seu sotaque diferente, quando vou a minha terra natal dizem que estou falando como Pernambucana!

Vamos continuar a nossa história, deste dia em diante nos tornamos amigas, ela era só simpatia, muito educada, depois de visitarmos uma a outra (o nordestino é muito carente fora da sua região). Fiquei sabendo depois que ela vendia roupas o comércio de Brasília nesta época deixava muito a desejar, ela comprava em São Paulo e no Rio de Janeiro e sapatos em Belo Horizonte, ela tinha uma grande clientela e eu passei a ser mais uma.

Um dia ela chegou à minha casa com um convite, ia fazer um desfile e convidou as minhas duas filhas mais velhas para fazer parte, sendo que meu marido não consentiu, e eu arranjei uma desculpa (nisto nós mulheres somos experts) ela ficou um pouco desconcertada, mas tudo bem, desejei boa sorte, esqueci o fato e toquei a vida em diante.

Passado alguns dias eis que ela liga dizendo que queria falar comigo urgente! Estranhei um pouco, mas fui até sua casa, meu marido me deu uma carona enquanto ele resolvia alguns assuntos no Shopping.

Mariana morava no inicio da asa Norte, ao chegar em sua casa encontro logo de entrada várias clientes e amigas “dondocas” ,quando a minha amiga me viu pediu licença e disse que tinha um assunto particular para falar comigo e me levou para seu quarto que ficava no andar de baixo do seu atelier.

Ao chegar ao seu quarto ela começou a falar nervosamente e, desabafava dizendo que o desfile tinha sido um fiasco, teve muita fofoca que a deixou aborrecida, à medida que falava ia ficando sem ar, sua cor começou a mudar ficando arroxeada, por mais que eu pedisse para ela se acalmar mais ela falava, quando de repente ela desmaia, imaginem meu desespero!

Imediatamente subi e pedi ajuda as “dondocas”, foi o maior rebuliço, ligamos para o marido de Mariana e juntamente com algumas clientes e amigas ela foi socorrida para o hospital.

Pois bem, ainda falta o epílogo!

Ao voltar para casa, contei o fato ao meu marido, e mais tarde liguei para saber se estava melhor. No dia seguinte ao retornar a ligação e agradecer a minha assistência, fiquei surpresa com o que minha amiga me relatou.

Mariana falou que no meio de todas as clientes que a socorreu, uma delas sofria de esquizofrenia, vendo que a amiga desmaiou ao falar comigo, ela começou um verdadeiro show no hospital dizendo que eu iria pagar que iria me matar! Imaginem só, ela possuía um punhal na bolsa!

Esta criatura ficou com ideia fixa querendo me matar, graças a Deus ela não sabia onde era minha casa, mas soube que a mesma foi ao SMU (Setor Militar Urbano)onde nos morávamos atrás de mim , foi barrada ao tentar entrar na vila militar e seu marido foi chamado por ela está portando uma arma. Que confusão!!

O meu marido ficou super chateado e foi falar com o marido da mariana para saber o endereço da moça que queria me matar, o marido da minha amiga falou que o mesmo era um sofredor que vivia entre internamentos e escândalos da sua esposa.

Resultado a minha amiga perdeu a cliente, não tinha condições de voltar ao seu atelier, mas a amizade continuou , pois sempre nos falávamos por telefone. Até o dia que ela voltou para sua terra e depois perdemos o contato.

Para o meu marido eu cortava a amizade imediatamente, ele ficou muito chateado com o ocorrido, mais ela não teve culpa, ou teve? Para mim ela estava longe da família e recorreu a mim.

Foi mais uma lição de vida

Paz Celina

*Imagem retirada da Internet no Google Imagem

13 comentários:

Cacá - José Cláudio disse...

Que doideira, Celina! É cada coisa que acontece na vida da gente...Ainda bem que tudo terminou sem muitos traumas, não é? Abraços, Celina! Paz e bem.

Anne Lieri disse...

Celina,que susto grande,amiga!Infelizmente não podemos confiar nas pessoas apenas pela aparencia!Só porque vc socorreu sua amiga,ficou com uma maluca atrás de vc!É o fim do mundo,realmente!Ótima experiencia!Bjs,

Toninhobira disse...

Nesta cena da vida temos que estar preparado para tudo mesmo amiga,mas esta é de matar literalmente.Ainda bem que voce nunca cruzou o caminho desta coisa brava.Mas não é só nordestino que sente esta carencia fora de casa, eu minerim sinto tanto isto,rsrs.Sempre minha admiração e carinho.Meu terno abraço de paz.Beijo de luz nos seus dias de alegria e paz na familia.Bom ter voce sempre por perto.

ONG ALERTA disse...

A vida e suas estradas...
Beijo Lisette.

Toninhobira disse...

Pois é Celina,esta coisa de virtual é mesmo assim, a gente acaba por se afeiçoando a pessoas e criando laços,e hoje eu posso dizer que viver ficou mais interessante sim.Criar emoções, receber emoções e estar sempre ligado aos contatos como num processo de prencher as lacunas que as vezes se fazem em nossas vidas.Sim creio mesmo que as vezes os virtuais são mais atentos e precisos que os proximos e assim dedico a este smeus amigos o maximo de mim e espalho beijo de luz pelos corações,como se assim me perpetuasse em cada um deles.é bom saber que em algum lugar estamos fazendo presença e criando momentos de prazer e alegria.Meu carinho sempre.O meu conterraneo Jose Claudio que me incentiva e me colocou na sua pagina e sei que valeu.Muita paz a voce e os seus neste fim de semana e que o Sol possa aquecer a harmonia em cada coração.Sempre meut erno abraço de admiração.Bju de luz nos seus dias.

Sônia Silvino disse...

Celina, minha amada!
"Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo; a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará jamais."
Mario Quintana
Pensando assim, vim te visitar e ler as novidades!
Deixo muitos beijos, abraços e um carinho imenso!
Bom domingo!
Beijos!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas & um só coração!conwed

Maria disse...

Bem amiga que grande susto, você tenta ajudar e acaba com uma maluca atrás de si, eu teria ficado apavorada. Ainda bem que tudo acabou em bem. A vida realmente por vezes prega cada partida.
Tenha um Domingo repleto de alegria, paz e harmonia.
Beijinhos
Maria

Sonica disse...

Celina, que coisa mais maluca!
Fiquei passada....
Bjs e excelente Domingão!

Chica disse...

Que bom que acabou bem...Acontece mesmo!beijos,tudo de bom e estou na praia, férias, (com chuvas e até alagamentos em SC) mas sempre que dá venho ver os amigos.beijos,chica

Mariana disse...

Celina, q coisa, q situação delicada.
Esquizofrenico vive num mundo irreal, mas perigoso.
tens razão ,a minha xará não tinha culpa.
Tenhas uma semana d paz.

Vozes de Minha Alma disse...

Celina, é com satisfação que volto aqui e mato a saudade.
Pois é amiga, a vida tem surpresas ora boas, ora más.
Mas é assim, e nessa hora, calma, e tranquilidade é essêncial.
Mas enfim que tudo correu bem.
Deixo um abraço fraterno e desejo uma boa noite.

Contos e Encantos num Canto do Mundo... disse...

Oi, Celina! Como vai? Ser solidária é o que importa. Que bom que, apesar do susto grande, tudo acabou bem! Um beijo para você e obrigada pelo lindo comentário lá no meu cantinho. (Finalzinho de férias escolares, crianças em polvorosa, ando meio sumida por conta...) Inté, minha amiga, Lu...Ü...

Georgia disse...

Nossa, que susto!

A Flávia hoje tem aniversário e eu fiz uma homenagem para ela num outro blog que ela tem comigo. Acredito que ela iria gostar demais se vc viesse para a festa.

http://www.oqueelasestaolendo.com/

Te espero por lá.

Abracos