sexta-feira, 20 de maio de 2011

O Amigo Fiel

Imagem do Google
Segundo a Doutrina que sigo, todos os animais são nossos irmãos menores, às vezes eu me pergunto, serão menores mesmo?!
Se formos pensar na fidelidade do cão, os seus donos podem não valerem nada, até os maltratar, mais eles estão esperando um gesto de carinho, que na maioria das vezes não vem, mas ele esta lá, submisso, basta uma passada de mão na sua cabeça, ele quase não para de abanar a calda.
É muito fácil conhecer os verdadeiros sentimentos de uma pessoa, pois palavras educadas e doces, tratar bem os outros, isto tudo se aprende. Basta ver como ela trata seu animal de estimação!Como é o dia a dia com o seu animal, não estou falando aqui dos exageros, bicho não gosta de disso!
Lembrei que certa vez ao assistir certo programa de muita audiência, tarde da noite, o entrevistador recebeu um senhor que era administrador de um cemitério, estimulado a contar alguma historia inusitada ou assustadora, o entrevistado relatou a seguinte historia:
“Tinha falecido um morador de rua, que vivia mais embriagado que sóbrio. Ele foi encontrado morto em seu cantinho, após algumas formalidades seu corpo foi levado ao cemitério para aguardar o sepultamento. Qual não foi a surpresas do funcionário, quando  viu aquele cãozinho magro deitado logo abaixo do caixão daquele que fora seu dono!
Mais tarde, foi feito o sepultamento, e ele acompanhou o seu dono a sua ultima morada! Uma cova rasa, sem flores e sem acompanhante, o único era ele.
Ao termino da simples cerimônia, ele cavou um buraco em cima da cova e deitou. Agora era sua nova morada.
O funcionário contou que todo o dia ia deixar um prato de comida e agua para aquele animal, que chamou a sua atenção pela demonstração de fidelidade ao seu amigo, dando uma lição a muitos!
O funcionário fez tudo para ganhar a confiança daquele ser tão amoroso e fiel. Ao levar a refeição ficava um pouco com ele, passava a mão na sua cabeça, tentava conquistar aquele amigo. Tinha uma coisa interessante,  ele só se alimentava quando não tinha ninguém por perto
Depois de um certo tempo, o animalzinho consentiu ser levado para a administração, sendo que vez ou outra ele voltava a visitar a cova do seu antigo dono.
Ele viveu alguns anos mais, despertou um amor tão grande em todos os funcionários do cemitério, pela sua humildade e amor.
O administrador finaliza contando que quando o cãozinho faleceu, foi uma tristeza só, entre todos que o conheceram, e ele fez uma homenagem para aquele que se tornou seu amigo, mandou fazer um caixão e o enterrou junto a uma arvore bem florida perto da administração!”
Quando ouvi esta narrativa, me emocionei até as lágrimas! Faz muito tempo, mas jamais esqueci!

Paz Celina


8 comentários:

Cacá - José Cláudio disse...

OI, Celina. É realmente emocionante a história. E posso lhe dizer de experiência própria, pois tive cachorros quase todos os períodos de minha vida. Eles são incomparáveis entre todos os animais que se relacionam com o ser humano. A minha atualmente está com cinco anos e um dia que eu fico muito tempo fora ou viajo por mais tempo ela sequer come, só toma água. Quando chego, ela esbanja sorriso (que eu costumo dizer que tem 172 dentes. rsrs). É muito boa companhia. Eu também não gosto de exageros com eles, tipo, roupas, perfumes, adereços, nem de tirá-lo de seu habitat impondo-lhes costumes humanos e deturpando o costume aninmal. Esse é inclusive, um dos motivos de eu não gostar de morar em apartamentos. Ele ficam muito estressados, presos o dia inteiro sem contato com a natureza. Adorei, Celina. Meu abraço e um ótimo fim de semana. Paz e bem.

✿ chica disse...

Há coisas que nos emocionam mesmo e a fidelidade e lealdade desses bichinhos é uma delas..

Lindo fds,beijos,chica

Toninhobira disse...

Lendo atentamente cada palavras a gente vai se emocionando pois realmente a fidelidade e lealdade são coisas que se percebe nestes animais e muitas vezes ausentes em seres humanos(sic).Tem relatos que realmente nos tocam e ficam para sempre em nossas memorias.Parabens por ter e manter esta bondade no seu coração e este exercicio constante de estar de bem com a vida e o proximo.Isto é lindo no ser humano mesmo.
Belo fim de semana.
Bju no seu coração.
Fica sempre bem com saude.

Sonica disse...

Muito, muito lindo essas texto!
Tenho minha Tina, que está com 16anos, velhinha mas Sempre fiel e amiga...
Bjs,

Amapola disse...

Bom dia, querida amiga Celina.

Que história emocionante!!
Já ouvi várias, mas essa...

Nossa... É muito amor, e grande, o exemplo.

Adoro animais, e aprendo muito com eles.

Beijos com carinho, amiga querida.
Que Deus lhe dê uma linda semana de paz e alegrias.

Anne Lieri disse...

Celina,os cães merecem mesmo o céu!Já assistiu um filme chamado "Sempre ao seu lado"? É de morrer de chorar,mas a história é parecida com a desse cãozinho!Triste,mas lindo esse amor dos cães por seus donos!Uma msg muito linda!Bjs e boa semana!

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Celina.

Menina... Se o resultado estacionou, é bom sinal, né?
Ou a expectativa era regredir...
Que seus olhos enxerguem sempre, com a mesma claridade da luz que vem de sua alma.
Deus seja louvado!
Muito obrigada pela atenção.

Com muito carinho, beijos.

missayres disse...

Sou apaixonada por animais, principalmente cachorro. A fidelidade e o amor dos cachorros pelo dono é impressionante. Também não acho que são nossos irmãos menores, devido a pureza de sentimentos e de entrega que eles tem para com seus donos. Lendo esse post me emocionei bastante, tenho cinco desses peludos em casa e amo demais todos eles. Essa história também me lembra o filme "Sempre ao seu lado" de 2009, que conta a história da fidelidade de um cão para com seu dono.
Lindo post! Amei! Beijos
Aline Ayres (a noivinha da família, até julho heheheh)