terça-feira, 23 de agosto de 2011

Crianças carentes.

Imagem do Google
É com tristeza que vemos noticias como esta que estão aparecendo no momento nos noticiários. Crianças selvagens diria, atacam, roubam sem o mínimo receio, sem medos. Só estão chamando atenção ao seu modo.

Aí perguntamos de quem é a culpa? Dos pais que não tem o mínimo para dar para eles, são vitimas também de uma sociedade desigual!

Eles carregam uma herança maldita que é a da miséria, nem todos tem a felicidade de ter força para emergir, muitos mergulham mais fundo.

Na cabeça adulta destas crianças, que não tiveram infância, devem se perguntar por que eu?

Nós pais sabemos da dificuldade que é educar uma criança! O esforço que fazemos para que nada falte, desde a educação, alimento, saúde, brinquedos, tudo que podemos dar! Apesar de todo cuidado às vezes alguns se desviam do caminho correto.

Essas “criaturinhas brabas” tem que encontrar muito amor no seu caminho, encontrar criaturas feito anjos que são enviadas justamente para trabalhos como estes.

Sabemos que ao chegar ao mundo trazemos uma carga do que fomos, mas outros espíritos pedem uma nova oportunidade que lhes será dada,mais é preciso o burilamento dado pela sociedade e família. Chegando aqui, com o véu do esquecimento, seguem por caminhos diferentes.

Para terminar um pensamento do Chico Xavier “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo recomeço, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim”

Esperamos que elas encontrem o rumo certo na vida e possam através do amor renascer!

Paz Celina

7 comentários:

Toninhobira disse...

É Celina, a questão social neste país é um caso de policia.Cada vez mais um disparate,um achatamento das classes e esmagamento de outra,que levam estas esmagadas a um desinteresse total pela educação e pela propria vida.Houve uma falha do estado é sabido ao não propiciar a educação a todos.Houve uma falha estado/igreja ao nao permitir um controle de natalidade. Houve uma falha da sociedade num todo ao fechar os olhos para a questão no seu nascedouro,como se nao fosse problema dela e hoje paga, por estes degradados frutos.Veja voce onde mais nasce criança e verás que estamos caminhando para uma situação incontrolavel.Só resta mesmo, pedir a Deus que nos proteja e os proteja de uma execução,como temos vistos.Enquanto se permitir crianças pelas ruas,estaremos fomentando este terrivel exercito de futuros marginais.A coisa perdeu o controle. Os orgãos responsaveis estão lavando as mãos,como vimos no caso recente de São Paulo e nós seremos os refens desta situação.
Bom e oportuno texto,para esta doída e gritante situação dos menores violentos e violentados pela propria sociedade.
Meu carinhoso abraço.
Bju de luz no seu coração.
E que Deus nos proteja sempre.

Anne Lieri disse...

Celina,que msg importante,amiga!Tem razão!Não basta a chance da reencarnação,mas é preciso o amor familiar para dar bons exemplos e a pessoa ir aprendendo!Gostei muito de sua msg!Bjs,

✿ chica disse...

Nos colocaste uma bela reflexão a fazer,Celina! beijos,tudo de bom,chica

gregus disse...

Essas crianças expostas a que tipo de realidade, carinho e amor, fruto de que educação e com que perspectivas? Deus tenha piedade delas.

A nós cabe o dever de orientar e estender a mão, já que muitas desconhecem outros caminhos.

Bela crítica e mensagem Celina, um beijo

Cacá - José Cláudio disse...

É, Celina, o afeto coletivo e o sentimento de solidariedade vão dando cada vez mais lugar a estas manifestações abomináveis. As desiguladades e a necessidade de reconhecimento exagerados estão adoecendo cada vez mais a sociedade. Seu grito é grandioso. Me junto a ele e conclamo ainda quem quer ainda manter a chama viva de uma sociedade mais fraterna. Meu abraço. paz e bem.

Evanir disse...

O seu carinho é tão contagiante,
que se eu estiver me sentindo triste,
suas mensagens sempre conseguem me animar.
A sua amizade é importante para muitos,
e principalmente para mim.
Só o fato de você existir já é motivo de alegria
Obrigada pela paz que você transmite,
e pela luz que irradia do seu coração.
Beijos no seu coração,Evanir...

Antônio Lídio Gomes disse...

Celina, não sabemos até que ponto a sociedade evoluiu, ou se evoluiu mesmo...
Sabemos que esta sociedade está doente, decadente e sem rumos.
Creio que os fatores para que chegássemos a esta situação, são vários e complexos.
Não temos a solução, pois a solução também pode ser várias, desde á pobreza extrema, má educação, pais irresponsáveis, famílias desestruturadas, e por aí vai...
O duro, é quando vemos filhos bem nutridos, bem vestidos e com nível de faculdade, cometendo barbarismos e atrocidades...
Um abraço e parabéns por tão reflexivo texto.
Beijos.